domingo, 11 de outubro de 2015

Efemérides de outubro: livro e leitura




Sob o ponto de vista de um professor, três efemérides (datas relevantes, significativas) marcam o mês de outubro: os dias 12, 15 e 29.

No dia 12 comemora-se o Dia Nacional da Leitura, para estimular crianças e jovens. No dia 15 de outubro é comemorado o Dia do Professor, uma data para nos lembrarmos desse profissional tão citado, tão admirado, mas que, de fato, é pouco valorizado quando se verificam suas condições de trabalho, de remuneração e de vida na atualidade. E, no dia 29 de outubro, comemora-se o Dia Nacional do Livro.

Para comemorar as duas datas relacionadas ao livro e à leitura, o Renato escreveu no Jornal da Manhã de domingo, dia 11/10/2015, uma crônica sobre livros e bibliotecas. Amigos e leitores estão convidados a compartilharem o texto:

Uma noite na biblioteca

Renato Muniz Barretto de Carvalho

No filme “Uma noite no museu” (Night at the Museum, EUA, 2006, dirigido por Shawn Levy), o ator Ben Stiller, no papel de um simplório guarda-noturno, passa uma noite memorável, e ao mesmo tempo assustadora e inusitada, no Museu de História Natural de Nova York. Trata-se de uma comédia de sucesso, cuja história cresce em suspense quando, lá pelas tantas da madrugada, o Museu ganha vida, os personagens históricos renascem, os bichos empalhados fazem uma boa farra e até um dinossauro se movimenta feroz e desajeitado por entre relíquias históricas e peças etnográficas.

O filme não é grande coisa, em termos da arte cinematográfica, mas o enredo é curioso, inventivo e as situações criadas são engraçadas, nos fazem rir.

Cito o filme para contar uma situação semelhante, recorrente em minhas divagações insones: passar uma noite numa biblioteca e poder ver os livros ganharem vida no silêncio e no vazio das salas de leitura sem leitores, observar os volumes deixarem as respectivas estantes e misturarem-se uns aos outros, dialogarem entre si; livros de ficção com obras de referência, livros de poesia, tão sensíveis, com livros didáticos, tão sem graça.

Meu sonho é ver saltarem das páginas os personagens, reviverem os autores, os cenários, as histórias... E eu ali, no meio dessa confusão criativa, podendo conversar com os vivos e com os mortos, com a história e com monstros intergaláticos, visitar lugares próximos e distantes, além dos imaginários, é claro!

Já pensaram em como seria ter uma conversa com Marco Polo sobre suas viagens ao Oriente? E como seria interessante discutir a guerra, Cuba, as touradas e as pescarias com Hemingway? E falar de Macondo com Gabriel Garcia Marquez? Saber do Machado de Assis se Capitu afinal traiu ou não Bentinho? Um dos grandes mistérios da literatura mundial, sim, mundial! E eu ali trocando ideias com nosso maior escritor: “E então, meu caro Machado, traiu ou não traiu?” Pouco importa, mas já imaginaram?

Poder conversar com meu predileto, Graciliano Ramos, e sugerir a ele, humildemente, que foi um erro fumar três maços de cigarro por dia, mas isso seria uma descortesia. Diria a ele como me emocionou ler a história da família de retirantes em “Vidas Secas”, a violência patriarcal e latifundiária de “S. Bernardo” e a singeleza de “Infância”. Demais!

A Herman Melville eu diria que sua obra, “Moby Dick”, é belíssima, mas que nos dias de hoje jamais Ismael poderia fazer uma caça à baleia como a que ele, Melville, de forma magistral, nos contou. Diria a ele que as baleias correm sério risco de extinção, esses animais tão simpáticos e pacíficos.

Quando vou a uma biblioteca gosto de deixar a imaginação fluir, tanto faz em que direção. Paro por aqui, mas essa noite seria fecunda e interminável. Diante do que poderia acontecer numa biblioteca, “Uma noite no Museu” é fichinha!




VAMOS COMEMORAR!

Dia Nacional da Leitura para estimular crianças e jovens

“O calendário brasileiro passou a contar com a comemoração do Dia Nacional da Leitura e da Semana Nacional da Leitura, no dia 12 de outubro, de acordo com a Lei 11.899/09. O autor do projeto que deu origem à lei, senador Cristovam Buarque (PDT-DF), afirmou que a iniciativa estimulará a convivência da sociedade com a produção literária do país. Além de marcar a festividade já consagrada do Dia da Criança, esse dia abrigará, também, o Dia Nacional da Leitura e a Semana da Leitura, com a intenção de enfatizar junto à sociedade brasileira a importância do cultivo do amor aos livros desde a infância – defendeu o senador.” (Associação Brasileira de Difusão do Livro – ABDL).

12 de outubro, dia Nacional da Leitura.

A IMPORTÂNCIA DA LEITURA! 

“A leitura é fundamental para nosso processo de aprendizado e desenvolvimento profissional! Quando lemos, escrevemos melhor, temos mais facilidade na compreensão de textos, livros e maior capacidade de argumentação. Tudo é questão de hábito, se colocarmos os livros como uma das prioridades do nosso dia a dia, eles não serão esquecidos. Leia! Aproveite seus momentos livres, seja em casa, na escola, no parque, no ônibus ou no metrô.” (Instituto Pró-Livro).















2 comentários:

marco borges disse...

Realmente, caro professor, os livros são fontes de vida! e de tantas vidas a contar sem fim. Resta uma certa nostalgia, daqueles que, por infelicidade não poderemos ler, ainda.

Renato Muniz e Mara Maciel disse...

Obrigado pelo comentário Marco! Então, só por causa disso, vamos ler! Abraços.